8 de maio de 2011

Igreja Matriz

A Igreja Matriz de Amareleja, cuja padroeira é Nossa Senhora da Conceição, ergue-se nesta notória terra Alentejana, muito provavelmente desde o século XVI, altura em que foi Fundada. 


Ao longo dos séculos foi alvo de variadas reparações, como foi o caso da reedificação do campanário da Igreja em 1757, destruído durante o terramoto de 1755, a construção da abóbada em 1821, uma vez que o tecto até então era de madeira.


Esta igreja não tem qualquer estilo arquitectónico, mas tem a beleza das casas alentejanas com as suas paredes imaculadamente brancas e o seu natural aconchego.


Esta Igreja tem uma característica muito invulgar, no lado esquerdo da sua frontaria existe um pequeno nicho, um pouco acima da porta, onde nasceu uma oliveira. Não se sabe como ali surgiu pois não há  memória de alguém a ter semeado.


Possui uma só nave com um altar mor com a figura da padroeira, e duas capelas colaterais. 


Trata-se de uma Igreja cuja estrutura reflecte a pureza da arquitectura alentejana, e, sem dúvida, um local a visitar.



Curiosidade também é a imagem de Nossa Senhora que está no altar mor e foi oferecida por Dona Margarida Garcia Vasques, em 1920, vinda de Itália e das melhores casas de escultura de Milão.



Pormenores 



Outras das suas características é um lindíssimo painel em azulejos azuis com a imagem de nossa Senhora da Conceição que data do ano de 1958



2 comentários:

  1. Sem sombra de duvida Ana!
    Ainda assim na minha opinião, podia fazer se qualquer coisa para melhorar, refiro me apenas ao exterior, uma simples iluminação no campanário era o suficiente para durante a noite realçar a sua beleza!

    ResponderEliminar