21 de dezembro de 2009

Rio Ardila

Nesta região de secas acentuadas, existem ainda alguns recursos hídricos estes apresentam grandes variações no seu caudal, adquirindo um regime torrencial no Inverno, e no Verão regista-se um grande decréscimo a nível do seu caudal, é nessa altura que as ribeiras se resumem a pegos dispersos ao longo dos leitos secos.
O Ardila é o grande rio do Concelho de Moura, nasce em Espanha na serra de Tentúdia, junto ao mosteiro de Tentúdia e a poucos quilómetros de Valencia del Ventoso, a 1100 m de altitude, é um rio temperamental e ao longo do ano tem caudais extremamente variados que, antes da construção da barragem do Alqueva, iam ao ponto de ter zonas onde na Primavera / Verão o caudal era quase zero e com umas chuvadas se transformar num rio de grau 4 ou 5.O Rio Ardila é hoje em dia um dos poucos que ainda mantém troços onde muito pouca gente passou, mesmo assim ao longo do rio podem encontrar-se vestígios da ocupação humana, hoje transformados em habitat da fauna e flora, que por sinal ainda abundante e diversificada.
Os antigos moinhos situados em locais de excepcional beleza natural e de difícil acesso são o testemunho das duras condições de vida das gentes que neles trabalhava. A sua foz fica nas proximidades da cidade de Moura, a sul da barragem de Alqueva, o seu maior efluente é a Ribeira de Múrtega.

Açude na zona do Porto de StºAmador

Depois de alguns dias de chuva intensa 2006/08

Aqui com o caudal muito baixo, seca no ano de 2005

Ponte

Várias perspectivas


Zona da Barca em Moura, antes das comportas da barragem fecharem


Algumas das informações foram recolhidas em:
http://www.canoagem-turismonautico.com.pt/ardila.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Rio_Ardila
Quanto ás fotografias são todas da minha autoria....Tiago Batista

2 comentários: